28 de janeiro de 2012

Berserk: histórias que realmente valem à pena


“Neste mundo...
O destino da humanidade é ser controlada por alguma entidade ou lei superior?
A mão de Deus realmente paira sobre nós?
Ao menos, é verdade...
O homem não tem controle nem mesmo sobre sua própria vontade.”




Como minha primeira postagem no Anime Itadakimasu eu pensei em fazer uma resenha de algo que realmente valeu a pena assistir no mundo dos animes, pelo menos em minha opinião. Não sou uma expert nem coisa parecida, apenas uma pessoa que gosta muito de histórias, principalmente de boas histórias. Eu não sei se minha estadia no blog será curta ou longa, mas espero que enquanto eu estiver aqui escrevendo para vocês, algo de útil possa ser tirado de minhas palavras amadoras.

O anime Berserk conta com 25 episódios de adrenalina constante e bastante mistério. O principal ponto em
xeque é a essência humana e seus diversos conflitos, com isso o anime nos questiona sobre a vida humana e o domínio que seus donos podem ter desta. Contando a história de Gatts, o primeiro episódio é o “fim” deixando perplexos e cheios de dúvidas quem assiste: quem é este homem forte e misterioso que quase instantaneamente consegue a simpatia geral? Quem é Griffith? Qual é o conflito entre os dois? Entre outras, são algumas das questões deixadas para os curiosos logo nos primeiros minutos. Os episódios seguintes são ainda mais torturantes quando Griffith e Gatts se conhecem anos atrás, se tornam parceiros na guerra e Gatts passa a compartilhar dos ideais de Griffith.


Gatts é um jovem guerreiro que, desde criança enfrentou uma vida difícil sendo precocemente abandonado pelo homem que o criara. Sua relação com este homem é, pouco a pouco, revelada e a história de Gatts fica cada vez mais clara. Largado, ele anda a esmo sem família ou amigos durante muito tempo. Conhecido por ter uma espada gigantesca, maior do que o próprio corpo, ele carrega o lema de sempre empunhar a espada e, entre todas as atividades, é lá que ele encontra o seu lugar.


Acompanhando a vida dura de Gatts percebemos que ele é obrigado pelas circunstâncias a se tornar cada vez mais forte. E sua vida segue assim até que ele finalmente encontra Griffith, um jovem belo e ambicioso, portador de um estranho amuleto (o behelit, uma das chaves da trama) que anseia construir um exército, o Bando do Falcão. Sendo obrigado a se juntar ao grupo de ainda mercenários, nosso protagonista se vê, aos poucos, construindo sólidos laços com as pessoas que o cercam.


A medida que o tempo passa as respostas de que o expectador precisa não passam a chegar mais facilmente e é justamente neste conceito que se confina a aura deliciosa de mistério onde se torna necessário juntar os pontos para edificar suas próprias suposições que serão confirmadas, ou não, no decorrer da trama. A grande jogada do anime é começar “pelo avesso” e mesmo que o leitor saiba o que acontece, o grande mistério é como acontece e, nestes termos, Berserk não fica devendo nada.

Apesar de ser um pouco mais antigo, 1988, e possuir um traço diferente do habitual, é bem feito e rico em detalhes. Rodeado de genialidade acerca de abordagens difíceis como o sofrimento, a crença em Deus e os valores humanos em si, Berserk é uma joia única em meio a um mar de n clichês.

Sim, vale a pena assistir e refletir sobre esta obra cheia de cenas fortes e pouco previsível. Vale a pena escrutinar mais a fundo tudo o que estas questões, tão antigas quanto o próprio homem, propõe e causam a nós mesmos.

2 comentários:

  1. de fato que Berserk é um dos melhores animes que ja assisti... ele realmente consegue juntar uma boa história com bons personagens uma boa trilha sonora com um bom traço com boas cenas de sexo (kkk parei)e assim vai... Berserk realmente é uma obra prima, porque se fosse obra primo só teria cenas de sexo .__. (meu deus essa foi horrível)

    ResponderExcluir
  2. Site muito bom, aceita parceiria

    blog :http://animixxxsus.blogspot.com.br/

    se aceitar deixe seu recado na caixa de recados do meu blog
    banner meu ja tem la so copiar codigo

    ResponderExcluir